domingo, 17 de abril de 2011

Desencontro

As mãos pálidas e frias,
Pequena parte de um corpo.
Toque tímido na mão do outro,
Que se mantinha quente e corado.
Dedos tão juntos, mas tão separados.


Visão sobre chão pós-tempestade.
Pensamentos em palavras engasgadas,
Presas no medo pelo sentimento alheio.
Dissimulações e simulados.
Personagens de um filme sem roteiro.

Os passos eram lentos.
O coração acelerado na angústia,
De uma dicotomia do que antes foi um.
Desencontro do que antes foi,
Uma canção cantada a dois.

Pauta para o Bloínques- 34ª Edição Poemas.